Morreu João Vasconcelos, antigo secretário de Estado da Indústria

  • ECO
  • 26 Março 2019

Morreu João Vasconcelos. O antigo secretário de Estado da Indústria do Governo de António Costa faleceu esta noite, vítima de ataque cardíaco. Tinha 44 anos.

Morreu João Vasconcelos. O antigo secretário de Estado da Indústria do Governo de António Costa faleceu esta noite, vítima de um ataque cardíaco. Tinha 44 anos.

João Vasconcelos foi diretor executivo da Startup Lisboa, entre 2011 e 2015. Antes disso, tinha desempenhado funções de adjunto e assessor do gabinete do primeiro-ministro, para a área dos assuntos regionais e económicos, entre 2005 e 2011.

Entre 1999 e 2005 esteve na vice-presidência da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE).

João Vasconcelos deixou o Executivo de António Costa em julho de 2017, na sequência da polémica das viagens ao Europeu de 2016 pagas pela Galp. Tinha sido até então um dos principais rostos do Governo na promoção do Web Summit, a maior conferência da Europa em tecnologias.

Desde este mês de março que desempenhava o cargo de chairman na Flash, uma empresa de trotinetas elétricas. João Vasconcelos ainda ontem esteve presente no lançamento da Flash em Coimbra. Era ainda mentor na Techstars, uma aceleradora de startups, e membro em várias organizações, como a COTEC.

Partiu “cedo de mais”

Uma das primeiras reações à morte de João Vasconcelos veio do atual Executivo, com o Ministro Adjunto e da Economia a manifestar “o mais profundo pesar pelo falecimento” do ex-governante.

“Distinguiu-se pelo dinamismo que imprimiu à atividade governativa e pelo contributo decisivo que deu ao empreendedorismo e inovação na nossa economia. Grangeou o respeito e simpatia de empresários e de todos que com ele contactaram”, diz Pedro Siza Vieira, salientando que “parte cedo de mais, quando ainda tinha muito para dar ao país”.

Quem também expressou a sua tristeza foi Paddy Cosgrave, o fundador da Web Summit. Através do Twitter, lembrou “a paixão pelas startups e por Portugal”, salientando o trabalho que fez para colocar as startups portuguesas no “palco mundial”. “Vamos todos sentir a sua falta”, remata.

“Essencial como criador, produtor e entusiasta desta viragem”

O Presidente da República também reagiu à morte de João Vasconcelos, referindo-se ao ex-ministro como um “criador e produtor” apaixonado pelo mundo das startups. “Ele esteve muito ligado a essa paixão. Foi essencial como criador, produtor, entusiasta dessa viragem”, disse Marcelo Rebelo de Sousa, em declarações aos jornalistas durante uma visita à Farfetch, em Guimarães.

Eu tenho a teoria que as pessoas acabam por partir como vivem, ele viveu apaixonadamente, arrebatadamente e em tensão constante. Esta mudança na economia digital portuguesa acabou por partir de repente, da mesma maneira como viveu. Não podemos esquecer o contributo fundamental que deu para sucessos como este [Farfetch]”, completou.

(Notícia em atualização)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Morreu João Vasconcelos, antigo secretário de Estado da Indústria

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião