Trabalhadores do Banco de Portugal vão ter aumento salarial de 0,75%

Supervisor anunciou aos sindicatos que vai proceder à atualização dos salários pelo valor de 0,75% com efeitos a partir de 1 de janeiro de 2018.

O Banco de Portugal vai aumentar os salários dos trabalhadores em 0,75%, com efeitos retroativos a 1 de janeiro de 2018, anunciou o supervisor liderado por Carlos Costa aos sindicatos, acompanhando a atualização prevista no Acordo Coletivo de Trabalho do setor bancário.

“O Acordo de Empresa do Banco de Portugal assinado com todos os Sindicatos desde 2009 estipula que o Banco de Portugal atualizará as tabelas salariais tendo por base a atualização que decorre no Acordo Coletivo de Trabalho do setor bancário”, confirmou a instituição ao ECO.

Antes, também a Caixa Geral de Depósitos tinha chegado a um acordo para rever em alta os salários em 0,75%, estipulando um aumento mínimo de 18 euros.

Aos sindicatos, o Banco de Portugal informou há cerca de um mês que o valor da atualização “pretende traduzir uma abordagem da negociação concluída pela Associação Portuguesa de Bancos, no âmbito do Acordo Coletivo de Trabalho Bancários, mais adequada à realidade empresarial do Banco de Portugal e tem como referência os aumentos salariais que tiveram lugar nos três maiores bancos comerciais subscritores daquele acordo coletivo”, segundo revela o Sintaf.

Este sindicato lamentou que o supervisor tenha decidido uma subida salarial que “não cobre a inflação” e que “não tem em conta os ganhos de produtividade alcançados pelo Banco de Portugal nem os resultados alcançados e distribuídos nos últimos anos”.

O Banco de Portugal contrapõe: “Os 0,75% foram aquilo que os sindicatos acordaram com o setor, pelo que o Banco de Portugal apenas aplicou o resultado dessas negociações. Se fosse mais alto seria aplicado de igual modo”.

Comentários ({{ total }})

Trabalhadores do Banco de Portugal vão ter aumento salarial de 0,75%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião