Estado pagou 19,4 milhões às farmácias para dispensar genéricos desde 2017

  • ECO
  • 24 Abril 2019

O Estado pagou 19,4 milhões de euros às farmácias para dispensar genéricos desde 2017, altura em que o novo regime entrou em vigor. Farmácias dizem que não chega.

As farmácias receberam 19,4 milhões de euros para dispensarem medicamentos genéricos ao abrigo do novo regime de incentivos do Governo para aumentar a quota destes medicamentos que entrou em vigor em janeiro de 2017, de acordo com o jornal Público (acesso condicionado). As farmácias dizem que os incentivos não chegam e têm de ser revistos.

De acordo com dados do Centro de Estudos e Avaliação em Saúde (Cefar) da Associação Nacional de farmácias (ANF), os utentes em Portugal pouparam 825,8 milhões de euros com medicamentos genéricos em 2017 e 2018.

Já as farmácias perderam 52 milhões de euros de receitas nestes dois anos, com o Cefar a estimar que os incentivos que o Estado dá para promover a dispensa de genéricos só chegue para cobrir um terço do esforço das farmácias.

O mesmo centro na dependência da Associação Nacional de Farmácias diz que uma farmácia perde em média 39 cêntimos por embalagem dispensada de medicamentos mais baratos de cada substância ativa.

Segundo o jornal, há 680 farmácias que enfrentam processos de penhora e insolvência, de acordo com os dados da ANF.

Comentários ({{ total }})

Estado pagou 19,4 milhões às farmácias para dispensar genéricos desde 2017

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião