Jerónimo Martins trama Lisboa. Bolsa em queda

A praça lisboeta terminou a negociação em terreno vermelho, penalizada, sobretudo, pela queda dos títulos da Jerónimo Martins, que perdeu quase 2%.

A primeira negociação da semana em Lisboa não foi muito positiva. A praça lisboeta terminou a negociação em terreno vermelho, penalizada, sobretudo, pela queda dos títulos da Jerónimo Martins, que perdeu quase 2%, corrigindo, assim, os fortes ganhos da última sessão.

O PSI-20 encerrou a sessão a desvalorizar 0,49% para 5.393,52 pontos, enquanto, nas restantes praças, a tendência foi contrária. O Stoxx 600 avançou 0,89%, o espanhol IBEX somou 0,5% e o britânico FTSE valorizou 0,17%.

Por cá, a penalizar a bolsa, esteve, sobretudo, a Jerónimo Martins, que recuou 1,99% para 14,5 euros. Também a EDP e a EDP Renováveis impulsionaram as perdas em Lisboa, tendo recuado, respetivamente, 0,71% e 0,11%.

A evitar perdas maiores estiveram os títulos da Sonae, que somaram 0,61% para 0,9925 euros e as ações do BCP, que avançaram 0,48% para 0,2496 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Jerónimo Martins trama Lisboa. Bolsa em queda

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião