Há uma dezena de interessados na fibra ótica da Altice

A decisão da venda da fibra ótica será tomada até ao final do primeiro semestre deste ano, segundo Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal.

“Neste momento, são cerca de uma dezena de interessados, com um interesse mais concretizado e mais analisado”, avançou Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal. Entre os interessados, “se olharmos a uma lógica de consórcio, todos eles têm consórcios em que existem componentes de investimento estrangeiro”, refere. Essencialmente, trata-se de europeus e americanos.

Para já, o processo de venda da rede de fibra ótica da Altice — que é, ainda, apenas uma possibilidade — está a evoluir. “A fase de análise está praticamente concluída. Estamos, agora, a perceber quais seriam as condições entre os principais interessados”, disse Alexandre Fonseca, enquanto falava com os jornalistas, à margem do evento de apresentação do projeto “Freguesias 100% Fibra”.

O presidente da empresa deixou, ainda, claro que, caso a Altice venha a optar pela venda da fibra ótica, existem condições que têm de ser garantidas pelo comprador. É o caso da “continuidade do investimento, até chegarmos 100% da população portuguesa” servida pela rede de fibra ótica.

Assim, Alexandre Fonseca diz que esta é uma fase de “perceber a valorização do ativo” e de “analisar, as condições do ponto de vista contratual”. Reforçando que este não é um tema urgente, “ao contrário do que se tem falado”, o empresário avançou que a decisão de venda ou não será tomada até ao final do primeiro semestre deste ano. “Portanto, estamos dentro dos prazos”, conclui.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Há uma dezena de interessados na fibra ótica da Altice

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião