Wall Street sem sossego. Índices recuam pelo terceiro dia

A guerra comercial entre os EUA e a China continua a passar a fatura aos detentores de ações. Os três principais índices recuam pelo terceiro dia seguido, com o S&P 500 a acumular perdas de 2,22%.

A guerra comercial entre EUA e China está a ditar o terceiro dia consecutivo de perdas na bolsa de Nova Iorque. Os três principais índices estão a desvalorizar com os receios dos investidores de um descalabro nas negociações entre as partes, a um dia de o vice-primeiro-ministro chinês aterrar em Washington para uma nova ronda de conversações.

Neste contexto, o S&P 500 cai 0,13%, para 2.880,39 pontos. O índice de referência já recua 2,22% desde o início da semana, altura em que o Presidente Trump ameaçou o regime de Xi Jinping com novas tarifas sobre produtos importados da China. No tecnológico Nasdaq, as perdas ainda são maiores: o índice está a derrapar 0,20% esta terça-feira, acumulando uma queda de 2,94% face à cotação de fecho de sexta-feira. O Dow Jones está a desvalorizar 0,06%.

As ações da Caterpillar estão a cair pelo terceiro dia consecutivo. A empresa é uma das mais expostas à relação comercial sino-americana. Os títulos da empresa recuam 0,67%, para perto dos 132,75 dólares.

A Berkshire Hathaway, holding do magnata Warren Buffett, que promoveu a assembleia-geral anual de acionistas este fim de semana, também volta a desvalorizar, registando uma queda de 0,80%, para 207,70 dólares cada ação.

Apesar das quedas nos mercados acionistas, são poucas as expectativas de que a guerra comercial conheça um desfecho esta semana. Os analistas do banco japonês Nomura atribuíram uma probabilidade de 10% à hipótese de um acordo comercial ser fechado esta semana, mas também uma probabilidade de 5% à hipótese de as negociações caírem por completo, segundo informações citadas pela Reuters.

Comentários ({{ total }})

Wall Street sem sossego. Índices recuam pelo terceiro dia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião