Theresa May quer acordo sobre Brexit antes de o Parlamento britânico fechar no verão

Theresa May reuniu-se com Jeremy Corbyn e no final disse que vai voltar a submeter um acordo sobre o Brexit na primeira semana de junho e quer acordo fechado no Parlamento antes das férias do verão.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, reuniu-se esta terça-feira com o líder da oposição, o trabalhista Jeremy Corbyn, e no final da reunião o Governo britânico diz que vai submeter uma nova proposta ao Parlamento britânico na primeira semana de junho. Ainda não há acordo, mas Theresa May quer o Brexit concluído antes de o Parlamento fechar no verão.

Mais uma ronda de negociações entre Theresa May e Jeremy Corbyn e há finalmente progressos, pelo menos no que ao calendário diz respeito. O Governo britânico já não vai conseguir fechar um acordo a tempo de evitar a realização de eleições europeias — o partido do Brexit de Nigel Farage lidera nas sondagens –, mas quer fechar um acordo ainda antes de o Parlamento britânico fechar para as tradicionais férias de verão.

De acordo com um comunicado do Executivo após as negociações, Theresa May irá submeter uma nova proposta ao Parlamento na primeira semana de junho.

Para já, as negociações vão continuar, com uma nova reunião marcada para esta quarta-feira, agora de forma oficial. Sobre as conversas desta terça-feira, o Governo britânico diz apenas que estas foram “úteis e construtivas”

Jeremy Corbyn também comentou a reunião, através de um porta-voz, adiantando apenas que a reunião durou uma hora e que exigiu ao governo britânico que se aproximasse mais das suas posições, e que o governo prometeu dar mais informação na próxima reunião, que decorre já esta quarta-feira.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Theresa May quer acordo sobre Brexit antes de o Parlamento britânico fechar no verão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião