InterConnect: Portugal lidera projeto europeu de 36 milhões para digitalização do sistema elétrico

  • ECO
  • 15 Maio 2019

A Comissão Europeia aprovou o projeto InterConnect, um projeto liderado por portugueses, que pretende desenvolver e demonstrar soluções avançadas para a digitalização do setor elétrico.

A Comissão Europeia aprovou o projeto InterConnect, que pretende desenvolver e demonstrar soluções avançadas para a digitalização do setor elétrico. O projeto, considerado o maior projeto colaborativo europeu, vai contar com um financiamento de 36 milhões de euros, ao abrigo do programa Horizonte 2020, e é totalmente liderado por portugueses.

A coordenação do InterConnect vai ficar a cargo do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), um Centro de Interface (CIT) reconhecido pelo Ministério da Economia e apoiado pela ANI – Agência Nacional de Inovação. É, assim, o “maior projeto colaborativo Europeu, até ao momento, coordenado por uma entidade portuguesa no âmbito dos programas quadro de investigação e inovação”.

As soluções desenvolvidas pelo InterConnect “vão permitir uma digitalização do sistema elétrico baseada numa arquitetura “internet das coisas” (IoT) que, contemplando tecnologias digitais (Inteligência artificial, blockchain, Cloud e big data), garanta a interoperabilidade entre equipamentos, sistemas e a privacidade/cibersegurança dos dados dos utilizadores“, lê-se no comunicado enviado pela ANI.

Os utilizadores de energia em edifícios, sejam residenciais ou de serviços, os operadores da rede de distribuição e os comercializadores de energia vão poder usufruir destas soluções do InterConnect.

O concurso lançado pela Comissão Europeia, “Digitising and transforming European industry and services (DT)”, mobilizou 140 entidades europeias, tendo sido a proposta liderada pelo INESC TEC a vencedora, com 14 pontos, num máximo de 15.

O InterConnect inclui a participação de 56 entidades de 11 países europeus e terá a duração de quatro anos. Para além do INESC TEC, contará ainda com participantes como EDP Distribuição, Sonae, Domótica e a Schneider Electric Portugal que, juntas, captaram 3,6 milhões de euros de financiamento comunitário.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

InterConnect: Portugal lidera projeto europeu de 36 milhões para digitalização do sistema elétrico

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião