Gestor da CCDR Lisboa sai em rutura com o Governo

  • ECO
  • 24 Maio 2019

João Teixeira, presidente da CCDR de Lisboa e Vale do Tejo, vai terminar o mandato na terça-feira em colisão com o Governo. Ministro já decidiu que gestor não será reconduzido.

Nelson de Souza, ministro do Planeamento, decidiu que não vai reconduzir João Teixeira no cargo de presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) de Lisboa e Vale do Tejo. Segundo o semanário Expresso (acesso pago), João Teixeira sai em rutura com o Governo.

“O Ministério entende que há novos desafios que se vão colocar nos próximos cinco anos e que requerem um novo perfil à frente da CCDR Lisboa”, disse ao jornal fonte oficial do Ministério do Planeamento.

Contactado pelo Expresso, João Teixeira confirma estar em rota de colisão com o Executivo: “Sinto-me confortável em sair, porque deixo de estar sujeito ao dever de lealdade. Agora poderei exprimir publicamente as minhas opiniões, várias vezes contrárias ao que se perspetiva e se está a delinear agora”, refere.

Com o mandato a terminar já na próxima terça-feira, Teixeira tinha sido nomeado pelo anterior Governo de Pedro Passos Coelho. Tem sido o responsável por gerir os fundos comunitários no valor de 800 milhões de euros, ao abrigo do programa Lisboa 2020.

Segundo o jornal, dos presidentes das CCDR que participaram no lançamento do Portugal 2020 nas cinco regiões de Portugal continental, já só resta Ana Abrunhosa, na liderança do Centro 2020.

Comentários ({{ total }})

Gestor da CCDR Lisboa sai em rutura com o Governo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião