Sindicato dos inspetores do SEF exige ao Governo que ponha “ANA na ordem”

  • Lusa
  • 2 Junho 2019

O sindicato que representa os inspetores do SEF diz que a ANA não dá condições mínimas para que estes desempenhem as suas funções com dignidade e ameaça com novas formas de luta.

O Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) exigiu este domingo ao Governo que ponha a gestora de aeroportos “ANA na ordem” para que os inspetores tenham “condições aceitáveis” de trabalho.

Em comunicado, o sindicato SCIF/SEF acusa a Vinci Airports, que detém a ANA Aeroportos, de não atribuir aos inspetores do SEF no aeroporto Humberto Delgado “salas condignas para as suas refeições, restringindo-lhes as áreas comuns, mantendo as mesmas salas de entrevistas e as mesmas instalações sanitárias do tempo em que o trânsito aeroportuário era um terço do atual”.

O sindicato refere que há 10 anos havia 120 inspetores no aeroporto de Lisboa e que “agora são 280”.

“Os franceses do grupo Vinci, bem como os serventuários nacionais que para eles trabalham na administração, são os mesmos responsáveis que prejudicam o país desde que têm a concessão dos aeroportos portugueses”, acusa o SCIF/SEF.

Aponta ainda que “a Vinci fez com que a ANA tenha resistido, até há poucos meses, a fazer os investimentos a que estava contratualmente obrigada para a construção de um novo aeroporto em Lisboa. Só com muito custo o Governo português os pôs a cumprir a sua obrigação”.

O Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras refere que a ANA não criou espaços adequados ao controlo de passageiros, “vingando-se dos inspetores do SEF através de instalações que não lhes concedem e das dificuldades que lhes criam”, pelo que “não tolera este comportamento”.

Nesse sentido, “se o Governo não puser a ANA na ordem e se não garantir aos inspetores do SEF condições mínimas para que estes exerçam o seu trabalho em condições aceitáveis de eficiência e de dignidade mínimas, o SCIF/SEF irá recorrer a todos os meios legais de luta sindical ao seu dispor para defender os seus associados”.

A ANA é a empresa responsável pela gestão de 10 aeroportos em Portugal Continental (Lisboa, Porto, Faro e Terminal Civil de Beja), na Região Autónoma dos Açores (Ponta Delgada, Horta, Santa Maria e Flores) e na Região Autónoma da Madeira (Madeira e Porto Santo).

A posição do sindicato acontece na véspera de o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, presidir à receção aos 45 novos inspetores estagiários do SEF no aeroporto de Lisboa.

Após dois meses de formação teórica, 45 dos 67 estagiários iniciam, agora, uma nova fase formativa, em exercício tutelado de funções, permitindo um reforço naquela estrutura aeroportuária nos meses de maior fluxo de passageiros, de junho a setembro.

Desde abril que estes 45 novos elementos estavam em estágio no âmbito do concurso interno para a admissão de inspetores da Carreira de Investigação e Fiscalização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sindicato dos inspetores do SEF exige ao Governo que ponha “ANA na ordem”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião