Portuguesa Hi Fly faz proposta para comprar companhia aérea Thomas Cook

A companhia aérea portuguesa fez uma proposta para comprar o negócio de aviões do grupo britânico, que atravessa uma crise financeira devido aos fracos resultados.

A companhia aérea nacional Hi Fly está interessada no negócio de aviões da Thomas Cook, diz a Reuters (conteúdo em inglês). A empresa britânica, com 178 anos de existência, está a atravessar uma má fase financeira, depois de ter afundado em bolsa nos últimos meses devido às pressões que têm afetado o setor das companhias aéreas, entre os quais o Brexit e a queda da libra.

A Hi Fly fez mesmo uma proposta para adquirir a companhia aérea do Grupo Thomas Cook — que inclui 105 aviões, revelou uma fonte próxima do processo à Reuters, embora se desconheça o valor da oferta. O negócio de viagens do grupo foi colocado à venda em fevereiro e, desde então, já recebeu propostas de companhias como a Lufhtansa, Virgin Atlantic e a Indigo Partners.

Aquela que é uma das companhias aéreas mais antigas do mundo está a atravessar uma crise financeira, deixando os investidores receosos quanto a uma possível falência. Em bolsa, as ações caíram para mínimos de novembro de 2011, acumulando uma queda superior a 60% desde o início do ano.

O Grupo anunciou no mês passado que tinha chegado a um acordo para receber um empréstimo bancário de 300 milhões de libras (339 milhões de euros) para obter mais liquidez para a temporada de inverno de 2019/2020, aliviando as pressões.

Comentários ({{ total }})

Portuguesa Hi Fly faz proposta para comprar companhia aérea Thomas Cook

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião