Quer investir nas obrigações da TAP? Conheça as datas da operação

A emissão obrigacionista de 50 milhões de euros destinada a grandes e pequenos investidores arranca a 3 de junho, mas há datas a que não pode passar ao lado se pretender investir na operação.

Pela primeira vez na sua história, a TAP pretende captar financiamento junto dos pequenos investidores através de uma emissão obrigacionista de 50 milhões de euros por um prazo de quatro anos. Esta operação acarreta riscos para os investidores pelo que a companhia aérea está disposta a desembolsar uma taxa de juro de 4,375% para captar as respetivas poupanças. Conheça todas as datas da operação disponível para pequenos e grandes investidores.

Prazo de subscrição arranca a 3 de junho

Os pequenos e grandes investidores que pretendam participar nesta operação têm a partir das 8h30 do próximo dia 3 de junho para proceder à entrega das suas ordens de subscrição das obrigações.

18 de junho fecha o prazo para dar ordens

Alterar ou revogar ordens de subscrição desta oferta obrigacionista só pode ser feito até às 15h00 do dia 18 de junho, último dia da oferta. A partir desse prazo, as ordens de subscrição não poderão ser alteradas e serão consideradas irrevogáveis.

Resultados apurados a 19 de junho

Às 17 horas de 19 de junho serão apurados os resultados da oferta e feita a divulgação dos respetivos resultados. Ou seja, será nessa altura que os investidores ficarão a saber com que fatia da emissão obrigacionista ficaram.

Estreia dos títulos no mercado a 24 de junho

O prospeto aponta o dia 24 de junho como a data prevista para a liquidação física e financeira da oferta, emissão e subscrição das Obrigações TAP 2019-2023, mas também para a admissão à negociação no mercado regulamentado Euronext Lisbon.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Quer investir nas obrigações da TAP? Conheça as datas da operação

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião