Conselho Europeu suspenso menos de duas horas depois de começar

A reunião dos chefes de governo da União Europeia começou com três horas de atraso e foi rapidamente suspensa para novas negociações bilaterais. Acordo não está fácil em Bruxelas.

Começou com três horas de atraso e não foram precisas duas horas para que o presidente do Conselho Europeu mandasse suspender os trabalhos dos líderes dos governos da União Europeia que tentam escolher os próximos líderes da União Europeia. Donald Tusk vai agora ter (mais) reuniões bilaterais com os líderes antes de retomar a reunião.

O presidente do Conselho Europeu anunciou que iria apresentar a solução encontrada em Osaka por Angela Merkel, Emmanuel Macron, Mark Rutte e Pedro Sanchez, de propor o socialista holandês Frans Timmermans como sucessor de Jean-Claude Juncker na presidência da Comissão Europeia, mas a resistência inicial foi tal que obrigou aquele que tem sido o pivot das negociações a atrasar o início do reunião extraordinária do Conselho Europeu cerca de três horas.

Os líderes reuniram-se já depois das 21h00 (20h00 em Lisboa), mas o plano não parece ter sobrevivido ao jantar. De acordo com o porta-voz de Donald Tusk, o Conselho Europeu foi suspenso pouco depois das 23h00 em Bruxelas, para que o Donald Tusk tenha mais reuniões bilaterais para tentar encontrar uma solução que os líderes apoiem.

Quando os encontros bilaterais terminarem, a reunião dos chefes de Estado e de Governo da União Europeia será retomada. Nesta altura já é conhecida oposição de um conjunto de países à nomeação de Frans Timmermans: Polónia, Hungria, República Checa, Eslováquia, Bulgária, Croácia e Itália.

À luz das regras que exigem uma maioria reforçada no Conselho Europeu — 72% dos países que representem pelo menos 65% da população da União Europeia — este grupo é suficiente para bloquear a nomeação de Frans Timmermans.

Caso os líderes não cheguem a acordo esta noite, está previsto um pequeno-almoço durante a manhã desta segunda-feira para começar os trabalhos.

Independentemente de haver acordo no Conselho Europeu quanto aos restantes cargos — presidente da Comissão Europeia, presidente do Conselho Europeu e alto-representante para os Negócios Estrangeiros (a presidência do Banco Central Europeu deverá ficar para mais tarde), o Parlamento Europeu vai eleger o seu novo presidente na quarta-feira, o que pode estragar as contas dos líderes, já que este é um cargo que tem sido visto como um prémio de consolação para um dos candidatos pelas principais famílias políticas europeias que não for escolhido para a Comissão Europeia.

(Notícia atualizada às 22:30 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Conselho Europeu suspenso menos de duas horas depois de começar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião