Estava previsto um défice, mas houve excedente na Grécia

  • Lusa
  • 15 Julho 2019

Grécia regista um excedente primário de 382 milhões de euros no primeiro semestre de 2019, quando se previa que o país tivesse um défice de 1.573 milhões de euros, segundo dados provisórios.

A Grécia registou no primeiro semestre de 2019 um excedente primário de 382 milhões de euros, quando se previa que tivesse um défice de 1.573 milhões de euros, segundo dados provisórios publicados esta segunda-feira pelo Ministério das Finanças.

No mesmo período de 2018, o excedente orçamental primário, que exclui os encargos com a dívida, alcançou um défice de 46 milhões de euros.

A despesa do Estado alcançou 26.137 milhões de euros, menos 191 milhões do que o previsto inicialmente.

As receitas do Estado atingiram 25.480 milhões de euros, 2.166 milhões acima do que tinha sido calculado.

A Grécia saiu em agosto de 2018 do último de três programas de assistência financeira internacional, continuando sob supervisão “reforçada” dos credores.

O país tem de conseguir excedentes orçamentais primários de pelo menos 3,5% nos próximos anos, de acordo com o compromisso assumido pelo anterior Governo do Syriza.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estava previsto um défice, mas houve excedente na Grécia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião