Durão Barroso defende regime de autonomia fiscal para a Madeira

  • Lusa
  • 25 Julho 2019

O ex-presidente da Comissão Europeia defende regime de autonomia fiscal para a Madeira de forma a estimular a zona franca e a atrair mais investimento.

O antigo primeiro-ministro e ex-presidente da Comissão Europeia Durão Barroso defendeu esta quinta-feira um regime de autonomia fiscal para a Região Autónoma da Madeira, de modo a estimular a zona franca e a atrair mais investimento.

“A Madeira tem direito a prosseguir uma política autónoma do ponto de vista fiscal”, afirmou, na abertura do II Encontro Intercalar dos Investidores da Diáspora, que decorre no Funchal.

Durão Barroso reconheceu que a matéria é “controversa”, mas considerou certa a aposta no Centro Internacional de Negócios da Madeira e na defesa de um regime fiscal específico, seguindo o exemplo de outros países da Europa, como Malta, Chipre, Luxemburgo e Holanda.

“Por que é que a Madeira não há de ter? Por que razão é que as grandes empresas portuguesas hão de ter a sua sede fiscal na Holanda, Luxemburgo e não em Portugal e na Madeira?“. Questionou, sublinhando que “é, sem dúvida, essencial para atrair o investimento que se consiga um regime [fiscal] preferencial“.

Comentários ({{ total }})

Durão Barroso defende regime de autonomia fiscal para a Madeira

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião