Revista de imprensa internacional

  • ECO
  • 20 Agosto 2019

Em Espanha, a dívida pública aumentou 14.644 milhões de euros em junho, superando 99% do PIB. Nos Estados Unidos, a Apple já gastou mais de seis mil milhões de dólares na nova plataforma de streaming

Em Espanha há novo marco histórico: a dívida pública aumentou mais de 14 mil milhões de euros em junho, superando 99% do Produto Interno Bruto. Do lado das empresas, a Apple gastou mais de seis mil milhões de dólares para investir na nova plataforma de streaming que deverá ser lançada nos próximos dois meses. E a venda da leiloeira Sotheby’s ao magnata francês Patrick Drahi está gerar críticas.

Financial Times

Apple investe mais de 6 mil milhões em conteúdos originais

A marca fabricante do iPhone gastou mais de seis mil milhões de dólares com a produção de séries e filmes para a nova plataforma de streaming Apple TV+. Os conteúdos contam com a participação de caras conhecidas, como Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Steve Carell. A ideia é competir com empresas como a Netflix ou HBO. Segundo o Financial Times, em 2017 a empresa apontava para um investimento de mil milhões de dólares, mas já ultrapassou o valor pensado. A plataforma streaming deverá ser lançada nos próximos dois meses.

Leia a notícia completa no Financial Times (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

Venda da Leiloeira Sotheby’s ao empresário francês Patrick Drahi gera críticas

A venda da Sotheby’s ao magnata das telecomunicações está a causar críticas por parte de um dos maiores acionistas da leiloeira. Patrick Drahi, dono da Altice, comprou a leiloeira por 3,7 mil milhões de dólares, mas a operação só deverá ficar concluída no final deste ano. A RWC Partners, um fundo de investimentos do Reino Unido e que detém 2,5% das ações da empresa, está a levantar sérias dúvidas sobre a operação, incluindo o preço. A RWC Partners critica ainda o facto de não ter sido contactado o maior investidor – a empresa chinesa Taikang Life Insurance – nas negociações com Patrick Drahi para uma contraproposta, dado que este seria um dos potenciais compradores.

Leia a notícia completa no Financial Times (acesso condicionado, conteúdo em inglês)

Cinco Días

Dívida Pública em Espanha supera 99% do PIB

Novo marco histórico em Espanha: a dívida pública aumentou 14.644 milhões de euros em junho, superando 99% do Produto Interno Bruto. De acordo com os dados divulgados pelo Banco de Espanha, a dívida do conjunto das administrações públicas aumentou 1,2% relativamente ao mês anterior, alcançando os 1,21 biliões de euros, recuperando 3,8% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Leia a notícia completa no Cinco Días (acesso livre, conteúdo em espanhol)

Reuters

Facebook e Twitter acusam China de utilizar contas falsas para minimizar os protestos de Hong Kong

O Facebook e o Twitter afirmam ter desmantelado uma campanha nas redes sociais apoiada pelo governo chinês para mitigar os protestos de Hong Kong. Segundo a Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês), o Twitter suspendeu 936 contas já ativas e cerca de 200 mil de uma “rede maior e com spam” que ainda não estavam substancialmente ativas. Já o Facebook indica que suspendeu algumas contas depois do aviso do Twitter, mas sem especificar números. Também a empresa de Mark Zuckerberg encontrou ligações das contas ao governo chinês.

Leia a notícia completa na Reuters (acesso livre, conteúdo em inglês)

The Guardian

Donald Trump publica imagem de uma Torre Trump na Gronelândia

Depois de ter manifestado interesse em comprar a Gronelândia e de a primeira-ministra da Dinamarca ter avisado que a ilha não está à venda, o presidente dos Estados Unidos publicou uma imagem provocadora na rede social Twitter. Na fotografia editada pode ver-se a zona costeira da ilha com casas coloridas tapadas por um arranha-céus dourado e com o nome do presidente dos EUA. Na legenda, Donald Trump escreveu: “Prometo não fazer isto à Gronelândia”.

Leia a notícia completa no The Guardian (acesso livre, conteúdo em inglês)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião