Guerra comercial total. E Trump explica novas tarifas sobre importações chinesas em tweets

  • ECO
  • 23 Agosto 2019

A China anunciou novas tarifas sobre produtos americanos, Trump respondeu no Twitter com o anúncio de novas tarifas sobre a quase totalidade de importações chinesas. É a guerra comercial total.

Donald Trump anunciou esta sexta-feira à noite, na rede social Twitter, o aumento das tarifas alfandegárias sobre a quase totalidade dos produtos chineses exportados para os EUA, em resposta a uma retaliação comercial dos chineses, conhecida também esta sexta feira.

Numa sucessão de ‘tweets’, o presidente norte-americano revelou que os EUA vão aumentar as tarifas já aplicadas a 250 mil milhões de dólares de importações chinesas de 25% para 30% já a partir do próximo dia 1 de outubro, além de agravar de 10% para 15% as tarifas planeadas para ser impostas a partir de 1 de setembro sobre outras classes de produtos no valor de 300 mil milhões de dólares.

 

O anúncio de Trump foi feito já depois do mercado bolsista fechar em perda depois da reação dos investidores à resposta da China. Com efeito, a oficialização das medidas de retaliação de Pequim contra as tarifas impostas por Donald Trump penalizaram fortemente as bolsas norte-americanas esta sexta-feira, que terminam assim a quarta semana consecutiva de perdas. A China anunciou que vai aplicar taxas de 5% a 10% a 75 mil milhões de dólares de bens norte-americanos já a partir de 1 de setembro. A resposta de Trump veio pelo Twitter.

Comentários ({{ total }})

Guerra comercial total. E Trump explica novas tarifas sobre importações chinesas em tweets

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião