Rede internacional lucra mais de um milhão de euros com esquema de falsos anúncios de arrendamento

  • ECO
  • 29 Agosto 2019

Nos últimos dois anos foram apresentadas mil queixas à PSP, mas o número de lesados pode ser superior. Cada vítima perde entre 500 e 2.300 euros. Burla é feita através de anúncios na internet.

Com o preço das rendas cada vez mais alto encontrar uma casa para arrendar a preços acessíveis, principalmente nos centros urbanos, pode revelar-se uma enorme dor de cabeça. Agora há um novo esquema a assolar o país. Anúncios falsos de casas para arrendar já renderam, pelo menos, um milhão de euros a uma rede internacional de burlões. O grupo opera em Portugal e no estrangeiro e aproveita-se de quem procura casa através de sites especializados.

Segundo os dados da Polícia de Segurança Pública (PSP), citados pelo Correio da Manhã (acesso pago), nos últimos dois anos foram apresentadas mil queixas, mas o número de vítimas deste negócio poderá ser superior. O número de vítimas tem aumentado e cada lesado perde entre 500 e 2.300 euros, num esquema que consiste na publicação de anúncios em páginas da confiança dos utilizadores a quem são pedidas transferências bancárias.

O esquema é quase sempre o mesmo e os burlões publicitam os falsos anúncios em páginas da confiança dos utilizadores, como é o caso da Idealista ou da Imovirtual. Como todo o processo é feito pela internet e no anonimato é quase impossível identificar os criminosos, explicou Paulo Fonseca, da Deco (defesa ao consumidor), ao mesmo jornal. Ainda assim, a PSP aconselha as vítimas a denunciar para combater estes crimes.

Entre os vários testemunhos relatados pelo CM, está Ana (nome fictício), uma das vítimas deste esquema. Tinha encontrado um anúncio relativo a um T2 mobilado e remodelado no centro de Lisboa e com garagem. “Tudo isto por 500 euros por mês”, relata a vítima. Mas apesar de ter pago uma caução para visitar o imóvel no valor de 1.000 euros, nunca chegou a ver a casa e perdeu o contacto com o anunciante.

Comentários ({{ total }})

Rede internacional lucra mais de um milhão de euros com esquema de falsos anúncios de arrendamento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião