Uber chinesa vai começar a tirar condutores dos carros. Vêm aí viagens nos autónomos

  • ECO
  • 2 Setembro 2019

O projeto-piloto vai arrancar em Xangai, mas a ideia é estender-se a Beijing e Shenzhen até 2020. As primeiras viagens da Didi serão gratuitas e, numa fase inicial, terão um motorista a bordo.

A Didi Chuxing, o uber chinês, está a planear recorrer a veículos autónomos para transportar os seus passageiros. Numa primeira fase, o projeto deverá arrancar num distrito de Xangai, mas deverá expandir-se nos próximos meses para outras cidades asiáticas, anunciou o diretor da empresa, Zhang Bo, na conferência Mundial de Inteligência Artificial.

Deseja fazer uma viagem num veículo autónomo? Se aceitar, o trajeto será gratuito”. Esta é a mensagem que os utilizadores da aplicação da Didi receberão nos seus smartphones se pedirem um veículo para realizar uma viagem dentro do território que o projeto-piloto agora tornado público cobrirá. Na passada quarta-feira, Xangai deu permissão para pôr me marcha os veículos sem condutor no distrito de Jianding.

Para já, a Didi já tem 30 carros prontos para iniciar o serviço que pretende. Depois de Xangai, a empresa espera chegar a Beijing e Shenzhen até 2020 e a cidades fora da China já no ano seguinte. “Os veículos autónomos serão uma das principais áreas da inteligência artificial nos próximos 10 anos”, referiu o diretor, citado pela agência Reuters.

Tal como acontece com os carros autónomos da Uber, no período inicial os veículos da Didi terão um motorista a bordo, dado que a empresa ainda aguarda algumas licenças de transporte. A Didi é a maior empresa deste género de transporte de passageiros a operar na China, o que levou a Uber a sair do mercado chinês em 2016.

Comentários ({{ total }})

Uber chinesa vai começar a tirar condutores dos carros. Vêm aí viagens nos autónomos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião