Pilotos da Ryanair no Reino Unido anunciam mais sete dias de greve para setembro

O sindicato dos pilotos da Ryanair anunciou mais sete dias de greve para este mês, no dia em que terminam uma paralisação de três dias.

No dia em que terminam uma greve, os pilotos da Ryanair no Reino Unido já anunciaram mais dias de paralisação para este mês. Uma nova greve que irá coincidir Dias com a paralisação dos pilotos em Espanha. A 27 de setembro param também os tripulantes afetos às bases portugueses.

Os membros da Ryanair inscritos na British Airline Pilots Association (BALPA) vão estar parados mais sete dias este mês: 18, 19, 21, 23, 25, 27 e 29 de setembro, avança a Reuters (conteúdo em inglês). O anúncio foi feito esta quarta-feira, dia em que termina uma paralisação de três dias, e que se segue a uma outra de dois dias em agosto.

Durante esses cinco dias de paralisação, a Ryanair transportou passageiros de e para o Reino Unido através de pilotos voluntários. Da parte dos pilotos contratados, o objetivo é que a companhia irlandesa não tenha pilotos com horas de voo suficientes para cobrir todos os voos.

“Os pilotos da Ryanair estão à procura do mesmo tipo de políticas e acordos que existem noutras companhias aéreas”, disse Brian Strutton, secretário-geral do sindicato, citado pelo The Independent. “Queremos resolver questões como reformas, benefícios de maternidade, subsídios e harmonizar os salários em todo o Reino Unido”.

Alguns destes novos dias de paralisação coincidem com uma greve dos pilotos da Ryanair em Espanha. Este domingo, a companhia irlandesa cancelou seis voos devido à greve dos tripulantes de cabine no país vizinho, que protestam contra o encerramento das bases em Tenerife Sul, Lanzarote, Gran Canária e Girona.

Comentários ({{ total }})

Pilotos da Ryanair no Reino Unido anunciam mais sete dias de greve para setembro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião