Itália já tem Governo. Giuseppe Conte toma posse

  • Lusa
  • 5 Setembro 2019

Os membros do novo Governo italiano, liderado pelo primeiro-ministro, Giuseppe Conte, prestaram juramento e foram empossados esta quinta-feira.

Os membros do novo Governo italiano, liderado pelo primeiro-ministro, Giuseppe Conte, prestaram juramento e foram empossados nos seus cargos esta quinta-feira no Palácio de Quirinale, sede da Presidência italiana. O primeiro a jurar fidelidade à República e à Constituição foi Giuseppe Conte.

O Governo de coligação é integrado por dez ministros do Movimento 5 Estrelas (M5S/antissistema), nove do Partido Democrático (PD/social-democrata), um do partido de esquerda Livres e Iguais e um independente, de perfil técnico. Para ser confirmado, o novo Governo — que deve permanecer no cargo até ao final da legislatura em 2023 — ainda deverá receber o voto de confiança do Parlamento italiano.

Esse novo Executivo é mais pró-europeu do que o anterior, que era formado pelo M5S e pela Liga e no qual Matteo Salvini (Liga) havia adquirido um peso preponderante, causando tensões com Bruxelas e várias capitais europeias, em especial, Paris e Berlim. Salvini, retirou recentemente o seu partido da coligação, o que provocou esta nova reformulação no Governo italiano.

Durante os seus 14 meses como ministro do Interior italiano, Salvini frequentemente criticou os seus parceiros na União Europeia (UE), acusando-os de quererem transformar Itália num “campo de refugiados” e de falta de solidariedade na gestão dos migrantes.

Em questões económicas, diante de um Salvini muito “pró-negócio”, o M5S — movimento construído sobre a rejeição da velha classe política — opôs-se a grandes projetos europeus, como a ligação ferroviária de alta velocidade Lyon-Turim. Depois de prestar juramento, os 21 ministros, que incluem sete mulheres, irão à sede do Governo para participar num primeiro conselho de ministros.

Giuseppe Conte — um advogado de 55 anos e novato na política até ao ano passado e considerado próximo ao M5S — trabalhou para formar uma equipa que respeita o equilíbrio entre as duas forças políticas. Conte falará na segunda-feira na Câmara dos Deputados, antes de um voto de confiança ao novo Governo do parlamento, em que 340 dos 630 deputados pertencem aos partidos do Governo.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Itália já tem Governo. Giuseppe Conte toma posse

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião