Medina já tem acordo para novo Centro de Congressos em Lisboa

  • ECO
  • 10 Setembro 2019

António Costa anunciou que foi alcançado um acordo para o novo Centro de Congressos de Lisboa, não adiantando mais detalhes. Anúncio será feito por Fernando Medina ainda este ano.

A Câmara de Lisboa (CML) já tem um acordo para o novo Centro de Congressos de Lisboa, junto à nova FIL, faltando apenas entendimento sobre quanto e como será financiado o projeto, diz o Dinheiro Vivo. A notícia foi dada esta segunda-feira por António Costa, mas o anúncio oficial deverá ser feito ainda este ano por Fernando Medina.

“O Turismo de Congressos é crucial para o nosso país e espero que, muito brevemente, a cidade de Lisboa esteja em condições de poder avançar, ou melhor, concretizar, um projeto há muito ambicionado, muitas vezes discutido, mas que tem finalmente as vontades todas alinhadas“, começou por dizer Costa, enquanto secretário-geral do PS, durante uma conferência sobre o futuro da indústria do turismo.

Continuou, acrescentando que “é só chegar àquela fase, sempre difícil, que é discutir quanto cabe a cada um para se poder alcançar este objetivo”. Contudo, António Costa não adiantou muitos detalhes sobre o acordo, revelando apenas que “a solução está encontrada e é junto à nova FIL” e que “o que falta discutir são os pormenores”. Mais novidades virão da parte de Fernando Medina que, disse Costa, “antes do fim do ano anunciará a solução”.

O alcançar deste acordo vai permitir à autarquia cumprir a obrigação assumida perante a Connected Intelligence Limited (CIL), empresa que organiza a Web Summit, de ter mais espaço para receber o evento. Em outubro de 2018, altura do anúncio, ficou acordado que haveria mais espaço para o evento, o que se iria traduzir na expansão da FIL, no Parque das Nações.

Comentários ({{ total }})

Medina já tem acordo para novo Centro de Congressos em Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião