BCP recupera de mínimos. Alinha Lisboa com a Europa

Lisboa segue a tendência positiva das restantes praças europeias, num dia de recuperação nos mercados internacionais. O BCP dá um forte impulso ao PSI-20.

Depois de uma queda expressiva, que atirou os títulos para o valor mais baixo desde abril de 2017, o BCP está a recuperar. As ações do banco liderado por Miguel Maya voltam aos ganhos, somando quase 1%, ajudando a bolsa nacional a acompanhar a tendência positiva dos restantes mercados do Velho Continente.

O banco afundou mais de 4% na última sessão, a primeira desta semana. Um trambolhão do qual está, agora, a recuperar, seguindo a valorizar 0,84% para 19,15 cêntimos por ação, ajudando o PSI-20 a somar 0,27% para os 4.986,10 pontos. Na Europa, o Stoxx 600 avança 0,3%, assim como a generalidade dos índices da região.

Além do BCP, também a Jerónimo Martins, outro dos “pesos pesados” da bolsa, está a puxar pelo índice ao apresentar uma valorização de 0,73% para 15,895 euros, enquanto a Sonae avança 0,72% para 84,4 cêntimos.

Nota positiva também para as ações do setor da pasta e papel, com a Altri a ganhar 0,74%, enquanto nas quedas, e a impedir uma subida mais acentuada da bolsa nacional, estão títulos como a EDP Renováveis, Nos e CTT.

A EDP Renováveis recua 0,4% para 9,84 euros, a queda mais acentuada no PSI-20, isto enquanto a EDP apresenta uma valorização de 0,37%. A Galp Energia, por seu lado, está a ceder ligeiros 0,07% para cotar nos 13,74 euros.

Comentários ({{ total }})

BCP recupera de mínimos. Alinha Lisboa com a Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião