“Centeno” de Rui Rio disponível para debate com Centeno de António Costa para “esclarecer todos os números”

  • ECO
  • 24 Setembro 2019

Joaquim Miranda Sarmento aceita o convite para um debate com Mário Centeno que terá lugar na Antena 1. Quer "esclarecer todos os números" do programa do PSD.

Joaquim Miranda Sarmento, o “Centeno” de Rui Rio, como foi apelidado no frente-a-frente entre António Costa e Rui Rio no debate das rádios para as legislativas, está disponível para um debate com o ainda ministro das Finanças. O mandatário nacional da campanha diz que aceita este frente-a-frente para “esclarecer todos os números”.

Numa nota publicada na página oficial do PSD, Miranda Sarmento respondeu a um repto com vista a um debate que terá lugar na Antena 1. Sarmento “decidiu aceitar o convite”, refere.

“Através deste debate, os portugueses poderão ficar a conhecer de forma mais pormenorizada as propostas do PSD sobre a diminuição da carga fiscal e sobre o modelo económico a implementar”, lê-se na nota publicada no site do partido.

“Ambição com prudência é o mote do programa social-democrata, defendido por Rui Rio”, remata a mesma nota, uma resposta às críticas que Centeno desferiu contra o programa dos social-democratas. Centeno diz que o choque fiscal proposto pelo PSD acabará por ditar uma subida de impostos, como já aconteceu com Durão Barroso em 2002.

O professor de Finanças no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) foi apelidado de “Centeno” de Rui Rio, uma alusão ao nome do atual ministro das Finanças, Mário Centeno, e ao facto de ser o responsável pelas contas do programa da oposição. Quer assim “esclarecer todos os números” com o Centeno de António Costa.

“Os portugueses também não” trocam Centeno por Sarmento, disse o primeiro-ministro esta segunda-feira, garantindo que o seu Centeno “é de contas certas”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

“Centeno” de Rui Rio disponível para debate com Centeno de António Costa para “esclarecer todos os números”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião