Está aberto o maior terminal de aeroporto do mundo. Veja as fotos

  • Lusa
  • 25 Setembro 2019

O custo de construção do terminal do segundo aeroporto internacional de Pequim, o maior do mundo, ascendeu aos 15 mil milhões de euros.

O Presidente chinês, Xi Jinping, presidiu esta quarta-feira à inauguração do segundo aeroporto internacional de Pequim, que inclui o maior terminal do mundo e cujo custo de construção se fixou em 120 mil milhões de yuan (mais de 15 mil milhões de euros).

A abertura ocorre nas vésperas da celebração do 70.º aniversário da fundação da República Popular da China. O primeiro voo teve como destino Cantão, capital da província de Guangdong, segundo a imprensa local.

Erguido no extremo sul da cidade, o Aeroporto Internacional de Pequim Daxing foi construído em menos de cinco anos e está projetado para receber 72 milhões de passageiros por ano. O investimento total, que inclui terminal, estação de alta velocidade, vias rodoviárias e infraestruturas em torno do aeroporto, ascende a 400.000 milhões de yuans (52,5 bilhões de euros).

O principal aeroporto da capital chinesa, situado no norte da cidade, é o segundo mais movimentado do mundo e o volume de passageiros está próximo do seu limite de capacidade. Em 2018, pela primeira vez, excedeu os 100 milhões de passageiros anuais.

Com cinco andares e uma área conjunta de 103 quilómetros quadrados, o Aeroporto de Daxing é também o primeiro a incorporar dois andares dedicados exclusivamente à chegada de passageiros – um para voos domésticos e outro para voos internacionais -, e outros dois para partidas.

É também o primeiro aeroporto do mundo a abrigar uma estação ferroviária de alta velocidade abaixo da sua superfície. A falecida arquiteta iraquiana britânica Zaha Hadid projetou o aeroporto, que tem a forma de uma fénix. O aeroporto fica a cerca de 45 quilómetros do centro de Pequim.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Está aberto o maior terminal de aeroporto do mundo. Veja as fotos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião