Madeira. Albuquerque diz que PSD “está em condições” de formar governo com o CDS

  • Lusa
  • 26 Setembro 2019

O presidente do PSD/Madeira disse que o partido está em condições de formar governo "com estabilidade" e que "dê confiança à população" em conjunto com o CDS.

O presidente do PSD/Madeira e cabeça de lista às eleições legislativas regionais de domingo, Miguel Albuquerque, disse esta quinta-feira que o partido está em condições de formar governo “no quadro de um entendimento com o CDS”.

Nós informámos o representante da República que temos condições, neste momento, para formar governo, tendo por base um quadro de entendimento com o CDS e, conforme afirmámos diversas vezes, os madeirenses e porto-santenses podem contar com o nosso partido para termos um governo estável e vocacionado para o desenvolvimento integral da região”, disse Miguel Albuquerque, após uma audiência com Ireneu Barreto, no Funchal.

O líder do executivo regional estima que após as eleições legislativas nacionais, agendadas para 6 de outubro, o acordo programático, depois de aprovado nos órgãos partidários, seja ratificado pelos respetivos líderes, após o que PSD e CDS-PP entrarão na fase da constituição do XIII Governo da Madeira.

Um governo com estabilidade, que dê confiança à população e que assegure, durante quatro anos, um acordo de legislatura que, neste momento, está a ser elaborado com o CDS”, acrescentou.

Albuquerque estima que o novo Governo Regional, a anunciar “no devido tempo”, tomará posse após a entrada em funções da nova Assembleia Legislativa.

“Estamos a elaborar um acordo programático, de princípios, de cooperação partidária e parlamentar, porque é fundamental que este documento de base para uma legislatura de quatro anos seja ratificado pelos respetivos órgãos partidários, quer a Comissão Política, quer o Conselho Regional e, depois, assinado pelos dois líderes [partidários]”, explicou.

O PSD venceu as eleições legislativas regionais, mas perdeu a maioria absoluta com que sempre governou a região autónoma, obtendo 56.449 votos, o que lhe permitiu eleger 21 deputados.

O PS alcançou 51.207 votos e elegeu 19 deputados, enquanto o CDS-PP obteve 8.246 votos e elegeu três parlamentares. O mesmo número de deputados alcançou o partido Juntos pelo Povo, que reuniu 7.830 votos. A CDU obteve 2.577 votos e um deputado.

PSD e CDS-PP juntos somam 24 deputados, número necessário para uma maioria absoluta no parlamento regional, que tem um total de 47 parlamentares. A abstenção cifrou-se em 44,40%.

O edital da Assembleia de Apuramento Geral das eleições legislativas da Madeira, afixado na segunda-feira, manteve a distribuição dos mandatos.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Madeira. Albuquerque diz que PSD “está em condições” de formar governo com o CDS

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião