Sueca Loomis e espanhola Tablisa na corrida ao controlo da Esegur

  • ECO
  • 4 Outubro 2019

A venda da principal empresa de segurança privada de Portugal está na fase final. Em cima da mesa estão duas ofertas exclusivas: uma da espanhola Tablisa outra da sueca Loomis.

A espanhola Trablisa e a sueca Loomis estão a disputar a portuguesa Esegur, detida pela Caixa Geral de Depósitos (50%) e pelo Novo Banco (44%), na sequência da queda do Grupo Espírito Santo. A venda está na fase final, estando estas duas ofertas exclusivas em cima da mesa, avança o El Espanhol.

De acordo com o jornal espanhol, a operação deverá estar concluída nas próximas semanas. Fontes próximas do processo garantem, que os valores envolvidos são altos, tendo a oferta sueca ultrapassado os 30 milhões de euros, mais 25% a 30% do que a proposta apresentada pelos espanhóis.

A Loomis tem ainda a vantagem de contar com o apoio financeiro da empresa matriz internacional e de faturar mais de 1.500 milhões de euros, “uma magnitude que está a anos-luz da Tablisa”, sublinha o mesmo jornal.

A Esegur é líder de mercado, mas a sua receita é de apenas 40 milhões de euros, um número significativamente abaixo naquele que alcançou no tempo do GES. De acordo com o El Espanhol, essa evolução negativa é um dos motivos para a sua alienação.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sueca Loomis e espanhola Tablisa na corrida ao controlo da Esegur

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião