Preço das casas no Porto ultrapassa pela primeira vez valor nacional

O preço mediano do metro quadrado das casas situadas na Área Metropolitana do Porto foi de 1.034 euros, no segundo trimestre, batendo pela primeira vez desde 2016 o valor da mediana nacional.

Lisboa mantém-se como a cidade com os preços mais altos do país, mas mais a Norte, o Porto está a encurtar a distância. O preço das casas na Área Metropolitana do Porto superou pela primeira vez o valor mediano nacional, no segundo trimestre do ano, ou seja, os valores mais frequentes, excluindo os extremos mais altos e mais baixos. Logo a seguir à Amadora que continua a liderar as subidas de preços dos imóveis, surge a cidade do Porto com um aumento de 20,7%.

No segundo trimestre de 2019, o preço mediano das casas atingiu os 1.031 euros/m2 a nível nacional, um incremento de 2% face ao trimestre anterior e de 6,4% relativamente ao trimestre homólogo. Números que apontam para uma estabilização dos preços a nível nacional.

As regiões do Algarve, Área Metropolitana de Lisboa e Região Autónoma da Madeira, mantêm-se acima do valor mediano dos preços a nível nacional. Mas partilham agora também com a Área Metropolitana do Porto essa realidade.

Pela primeira vez desde o primeiro trimestre de 2016, o preço mediano das casas naquela região do País superou a média nacional, com o preço mediano das casas naquela região a situar, em média, nos 1.034 euros/m2.

A cidade de Lisboa continua a apresentar o valor mediano das casas mais elevado do país, mas na Área Metropolitana do Porto há vários municípios a encurtarem a distância face à capital. O INE fala em “variações expressivas” no Porto e Vila Nova de Gaia, onde as subidas dos preços foram de 20,7% (para 1.762 euros) e 17,5%, respetivamente. Relativamente a Vila Nova de Gaia, o preço mediano do m2 das casas também superou pela primeira vez desde o início de 2016 a média nacional.

Já a Amadora, na Área Metropolitana de Lisboa, voltou a destacar-se no segundo trimestre com o maior crescimento de preços face ao período homólogo: 21,8%. Mais modesta foi a subida registada na cidade de Lisboa, onde os preços cresceram 14,6%, para os 3.154 euros.

Três freguesias de Lisboa registaram preços superiores a 4.500 euros/m2: Santo António, Misericórdia e Santa Maria Maior. No Porto, a freguesia do Bonfim registou, simultaneamente, o preço mediano dos alojamentos vendidos e a taxa de variação homóloga acima do registado na cidade.

(Notícia atualizada às 11h55)

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Preço das casas no Porto ultrapassa pela primeira vez valor nacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião