Alemanha vai dar 6.000 euros a quem comprar carro elétrico. É o dobro do apoio em Portugal

  • ECO
  • 5 Novembro 2019

Valor do apoio à compra de um veículo elétrico que custe menos de 40 mil euros vai passar dos atuais 4.000 para os 6.000 euros. "Cheques" vão estar em vigor até 2025.

Numa altura em que a Volkswagen, o maior fabricante de automóveis alemão, arranca a produção do seu primeiro modelo elétrico, o ID.3, a Alemanha anuncia um acordo com a indústria automóvel para fomentar a compra destes veículos 100% elétricos. Em conjunto, o Estado e as fabricantes vão “passar cheques” até 6.000 euros.

No âmbito do acordo alcançado, o valor do apoio à compra de um veículo elétrico que custe menos de 40 mil euros vai passar dos atuais 4.000 para os 6.000 euros, um valor que compara com o “cheque” de 3.000 euros que o Estado português apresentou, este ano, para quem comprasse um destes veículos (embora o apoio seja aplicado a carros com valor superior).

Além dos modelos totalmente elétricos, vai existir também um apoio à compra de veículos híbridos plug-in, neste caso de 4.500 euros, acima dos 3.000 euros atuais, considerando o valor máximo de aquisição de 40 mil euros.

O aumento do incentivo financeiro vai entrar em vigor já este mês, devendo manter-se até 2025 — prazo terminava em 2020. Apesar de haver um aumento do apoio, acabará o “cheque” para veículos “amigos do ambiente” de valores mais elevados, já considerados automóveis de luxo. Todos os carros com um preço acima de 60 mil euros ficam fora deste acordo.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Alemanha vai dar 6.000 euros a quem comprar carro elétrico. É o dobro do apoio em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião