PSD pede à AR regulamentação do subsídio para as viagens entre Madeira e continente

  • Lusa
  • 17 Novembro 2019

Os deputados do PSD Madeira pediram à Assembleia da República que regulamente o subsidio social de mobilidade nas viagens aéreas entre a região e o continente.

Os deputados do PSD eleitos pela Madeira para a Assembleia da República (AR) anunciaram este domingo que vão entregar um projeto de resolução exigindo a regulamentação do subsidio social de mobilidade nas viagens aéreas entre a região e o continente.

No final da anterior legislatura, a AR aprovou um diploma que estabelece que as viagens aéreas entre a região e o continente serão, para os residentes, de 86 euros e de 65 euros (estudantes), respetivamente, cabendo ao Estado negociar as indemnizações compensatórias às companhias aéreas.

“O PSD e, neste caso, nós, deputados eleitos à AR, estamos disponíveis para dialogar e para encontrar soluções, mas exigimos que António Costa respeite o que é decidido na AR e cumpra com a sua própria palavra, neste caso regulamentando a lei que foi aprovada para agilizar o processo da mobilidade aérea e garantir que os madeirenses e porto-santenses paguem 86 euros (65 no caso dos estudantes) nas suas deslocações ao continente português”, disse o social-democrata Paulo Neves.

O deputado adiantou que será entregue na AR um projeto de resolução “para que o Governo de António Costa rapidamente faça aquilo que tem de fazer e para que não se volte ao passado e esperar quatro anos por uma solução que, agora, basta regulamentar”.

Foram precisos quatro anos para que o PS acompanhasse o PSD na aprovação da lei que iria agilizar todo o processo da mobilidade. Foi na última semana, foi no ultimo dia de quatro anos que o Governo de António Costa e o PS, a nível nacional, finalmente decidiram que iam fazer o que tinha de ter sido feito muito mais cedo, a favor da Madeira e de todos os madeirenses e porto-Santenses”, sublinhou.

“Sendo o tema da mobilidade de enorme importância para uma Região com as características como a nossa, aquilo que esperamos de António Costa é que não só respeite aquilo que é decidido na AR como cumpra as suas próprias promessas”, acrescentou.

A lei foi aprovada, por unanimidade, na AR no final da última sessão legislativa e que agora só falta a sua regulamentação. “Quem tem capacidade para regulamentar essa lei — só depois desta regulamentação é que a lei entra em vigor — é o Governo da República”, observou.

Paulo Neves lembrou ainda que António Costa, aquando da sua visita à Madeira no período de campanha eleitoral, não só prometeu a solução para a mobilidade aérea como prometeu que iria apoiar a mobilidade marítima, assumindo inclusive o apoio ao Ferry para todo o ano, promessa que os social-democratas eleitos madeirenses eleitos à AR dizem estar por cumprir e que esperam ver concretizada “em nome do cumprimento do princípio da continuidade territorial não raras vezes esquecido pelo Estado Português”.

“O Sr. Primeiro-ministro não é só o líder do PS, é o primeiro-ministro de Portugal e de todos os Portugueses, incluindo os da Madeira”, rematou.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

PSD pede à AR regulamentação do subsídio para as viagens entre Madeira e continente

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião