BRANDS' PESSOAS Talento para o futuro – Conhece as suas necessidades futuras?

  • BRANDS' PESSOAS
  • 18 Novembro 2019

Marta Santos, EY Associate Partner, People Advisory Services e Miguel Vieira da Silva, EY Consultant, People Advisory Services falam sobre o talento para o futuro.

Vivemos mais e melhor! É um dos desígnios dos tempos modernos, dos avanços da medicina, das melhorias da qualidade de vida… Mas de mão dada com maior longevidade, veio a baixa natalidade.

Esta situação não tem passado despercebida, com o debate público das suas várias implicações para o país, nomeadamente a sustentabilidade de certos serviços públicos. Importa também compreender e debater as suas implicações no mundo do trabalho.

Desde 2010 que a população portuguesa deixou de crescer e, segundo uma projeção do Eurostat, irá decrescer para 9,2 milhões em 2050 e 7,4 milhões em 2080. Isto traduz-se em menos 10,5% em 30 anos e menos 27,4% em 60 anos. Não só a população será cada vez menor, como será cada vez mais envelhecida – uma projeção do INE aponta para um decréscimo de 340 para 149 pessoas em idade ativa por cada 100 idosos, até 2060.

Adicionalmente, temos ainda a considerar a presente revolução tecnológica (com automação, inteligência artificial, analytics e big data) que está a modificar o paradigma de talento nas empresas, com novos mercados que se criam, novas formas de chegar aos clientes, novas formas de trabalhar e novas ferramentas de trabalho. O Fórum Económico Mundial (2017) prevê que “em 2020, mais de um terço das competências core procuradas pelas empresas em grande parte das funções serão competências que ainda não são consideradas cruciais”.

Isto significa que, ao longo do tempo, as empresas terão cada vez menos pessoas disponíveis para contratar, dada a redução da população ativa. Por outro lado, apesar da tecnologia permitir realizar trabalho apoiado em robots é preciso programar, gerir, monitorizar, atualizar esta nova “força de trabalho” e para isso as empresas terão uma procura cada vez maior procura por novas competências. Poderá acontecer um risco sério de virem a não ter recursos humanos suficientes, preparados e capacitados para sustentar todas as suas operações?

O impacto nas empresas desta evolução demográfica e da revolução tecnológica irá depender da preparação das mesmas ao nível do planeamento estratégico da força de trabalho, assegurando uma priorização de investimentos em talento, uma previsão das necessidades futuras de talento, um real alinhamento entre a gestão de talento e as necessidades do negócio, uma base de dados agregada que permita desenvolver métricas e indicadores de sucesso, um papel e visão mais estratégicos de RH, uma gestão mais eficiente e maior flexibilidade da força de trabalho. Teremos de ter a agilidade para nos prepararmos para cenários de um futuro que não conseguimos ao certo concretizar.

De acordo com um estudo da Harvard Business Review, 73% dos executivos inquiridos já perderam oportunidades de negócio e/ou não atingiram os seus objetivos devido à escassez de talento, que poderia ter sido mitigada com planeamento estratégico da força de trabalho. Segundo estudos da EY, empresas com este planeamento estratégico têm, em média, um aumento de 33% do crescimento de faturação, 12x maior crescimento de lucro e 2x maior probabilidade de ultrapassar a concorrência.

No fundo, é ter as pessoas certas, em número certo, a fazer as coisas certas, pelo tempo certo e custo certo.. Planear a força de trabalho em alinhamento com a estratégia permite uma otimização do investimento nas Pessoas – nas que podemos formar, requalificar, desenvolver, e nas que precisamos de contratar.

E a sua empresa? Já tem um planeamento estratégico da força de trabalho? Consegue prever quais as alterações na sua força de trabalho e quais as necessidades de talento para os próximos anos?

A resposta a estas perguntas pode ser o seu diferencial de sucesso!

Se tem interesse em receber comunicação da EY Portugal (convites, newsletters, estudos, etc), por favor clique aqui.

Comentários ({{ total }})

Talento para o futuro – Conhece as suas necessidades futuras?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião