CA Vida com produto para famílias com cônjuge sem rendimento

  • ECO Seguros
  • 19 Novembro 2019

O CA Vida Educação tem componente vida, acidentes pessoais, educação para beneficiários e a seguradora recomenda-o também para famílias com cônjuge sem rendimentos ou monoparentais.

A CA Vida, Seguradora Vida do Grupo Crédito Agrícola, lançou o CA Vida Educação, um novo seguro pensado para as famílias, abrangendo pessoas entre os 18 e os 64 anos, com filhos ou crianças a cargo menores de 24, e cuja preocupação seja salvaguardar o pagamento das despesas de educação e formação dos mais novos.

A seguradora também recomenda o produto para famílias com cônjuge sem rendimentos ou monoparentais, onde existe uma grande dependência financeira num único elemento do agregado familiar.

Em situações limite como morte ou invalidez da pessoa segura, o CA Vida Educação garante o pagamento de um rendimento para fazer face às despesas de educação. Tem ainda as componentes doença e acidentes com as coberturas de internamento, por doença, acidente ou gravidez e despesas de tratamento e deslocação por acidente.

“A abrangência da cobertura permite não só garantir o amanhã, mas também proteger a criança ou jovem no dia-a-dia, tornando este produto muito apelativo e diferenciador do praticado pelos restantes players do mercado segurador”, explica António Castanho, Presidente da CA Vida.

Crianças podem aprender a seguros na Kidzania

Até 31 de dezembro de 2019, os clientes que subscrevam o CA Vida Educação nas Agência dos Crédito Agrícola podem ainda beneficiar da oferta de um bilhete para visitarem a Kidzania com crianças.

Este benefício surge com a aproximação aos jovens reforçada pela inauguração pela CA Vida de um novo espaço na KidZania, na região de Lisboa, sendo a seguradora oficial do parque temático e a primeira KidZania na Europa a representar a atividade e a profissão.

“Os seguros são um tema pouco óbvio para as crianças e jovens, mas fazem cada vez mais parte da vida das pessoas. É fundamental sensibilizar, educar e evidenciar a importância dos seguros, o porquê da sua existência e de que forma podem fazer diferença nas nossas vidas”, refere António Castanho.

Como técnicos de seguros, as crianças vão circular na cidade e perceber como os seguros estão relacionados com as outras atividades e com a vida das pessoas: num incêndio, na oficina, na escola ou no hospital. As próprias crianças podem ser “agentes” e vender o CA Kids Seguro a outras crianças ou pais.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

CA Vida com produto para famílias com cônjuge sem rendimento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião