BCP e Galp arrastam Lisboa para o quarto dia de quedas

A bolsa nacional encerrou no vermelho, a perder 1%, em linha com os principais índices europeus, num dia marcado pelo aumento dos receios dos investidores face à guerra comercial.

A praça bolsista nacional encerrou no vermelho, com o PSI-20 a sofrer a quarta sessão consecutiva de perdas. O índice bolsista de referência desvalorizou 1%, acompanhando os principais pares europeus, que foram penalizados pelo aumento dos receios dos investidores face à guerra comercial. Em Lisboa, o BCP e a Galp foram o principal motor das perdas.

O PSI-20 desvalorizou 0,99%, para os 5.037,61 pontos, com apenas três dos seus 18 títulos que o compõem em alta — Ibersol, CTT e EDP renováveis –, e um inalterado: a F. Ramada.

Na Europa, assistiu-se também a perdas, mas menos dilatadas. O Stoxx Europe 600 recuou 0,41%, com os investidores europeus a revelarem o seu pessimismo perante os sinais de que um acordo comercial entre os EUA e a China poderá ficar para depois das eleições presidenciais norte-americanas, em novembro de 2020. Foi o próprio Presidente dos EUA, Donald Trump, que alertou para essa possibilidade.

Por cá, o rumo do PSI-20 acabou por ser ditado pela quase totalidade dos títulos, mas foram sobretudo as perdas do BCP e da Galp que mais pesaram.

As ações do banco liderado por Miguel Maya recuaram 1,92%, para os 18,86 cêntimos, em linha com o setor europeu. De salientar que o BCP tem sido bastante penalizado em bolsa, recuando há quatro sessões consecutivas. Nesse período já desvalorizou 8%.

Já os títulos da petrolífera perderam 1,64%, para os 14,415 euros.

Mais dilatadas acabaram por ser as perdas das ações da Mota-Engil, que desvalorizaram 2,89%, para os 1,816 euros. Também as papeleiras se destacaram pela negativa. As ações da Altri desvalorizaram 2,23%, para os 5,47 euros, enquanto as da Navigator recuaram 1,59%, para os 3,458 euros, em linha com a perda de 1,61%, para os 13,46 euros, da casa-mãe Semapa.

Comentários ({{ total }})

BCP e Galp arrastam Lisboa para o quarto dia de quedas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião