Farminveste emite 10 milhões em obrigações convertíveis em ações

Empresa detida pela Associação Nacional de Farmácias colocou nova dívida a dois anos no mercado. No final do período, o montante será convertido em capital.

A Farminveste esteve no mercado para emitir nova dívida. Foram colocados 10 milhões de euros em obrigações convertíveis em ações com dois anos de maturidade, anunciou o braço empresarial da Associação Nacional de Farmácias, em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A empresa, que é cotada no mercado não regulamentado da Euronext Lisbon desde 2018, emitiu um total de dois milhões de obrigações convertíveis em ações (de categoria B), a cinco euros cada uma. Atingem a maturidade a 12 de dezembro de 2022, altura em que se convertem em ações.

Na bolsa de Lisboa, os títulos da Farminveste (há 9,5 milhões de ações da categoria B em negociação) valem atualmente 4,90 euros. A negociação é feita por chamada (duas vezes ao dia) e a última vez que negociaram foi há quase um mês.

Na emissão de dívida, o montante da oferta “foi subscrito integralmente”, tendo sido recebidas ordens de subscrição no valor global de 14.383.180 euros”, refere o comunicado. Foram recebidas 389 ordens e a “liquidação física e financeira deverá ocorrer no próximo dia 12 de dezembro de 2019”.

No entanto, estas “obrigações não serão admitidas à negociação em mercado regulamentado ou em sistema de negociação multilateral“. O Banco Invest atuou como intermediário financeiro na assistência à oferta.

Criada em 2010, a Farminveste investe em empresas das áreas de distribuição farmacêutica, tecnologia de informação e sistemas, inteligência de mercado farmacêutico, prestação de serviços de saúde e imóveis. O principal acionista é a ANF, na qual participam quase todas as farmácias em Portugal, sendo que os restantes acionistas são também farmácias portuguesas.

Comentários ({{ total }})

Farminveste emite 10 milhões em obrigações convertíveis em ações

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião