Governo aprova plano para resolver suborçamentação na Saúde. Também mexe na gestão

O plano para a Saúde delineado pelo Executivo de António Costa tem como objetivo reduzir a suborçamentação e endividamento, mas também se vai focar nos recursos humanos.

Para responder às dificuldades sentidas na Saúde, que têm sido o tema central de muitas discussões políticas, o Governo vai aprovar um plano para resolver a suborçamentação no setor. Este programa, que será conhecido esta quarta-feira, também irá debruçar-se sobre a gestão.

O primeiro-ministro anunciou que “amanhã [esta quarta-feira] o Governo aprova uma Resolução do Conselho de Ministros” com uma estratégia “plurianual para a Saúde, para reduzir a suborçamentação e endividamento, mas também em matéria de recursos humanos“, no debate quinzenal.

Em resposta a Cecília Meireles, a líder dos centristas, que perguntou sobre para quando a abertura da ADSE a todos – uma medida que o CDS tinha no programa -, António Costa adiantou que na resolução do Conselho de Ministros o CDS “vai ter amanhã uma boa notícia sobre a gestão da Saúde”.

“Ambas vão ter boas notícias”, continuou o primeiro-ministro, referindo-se ao facto de a resolução também ter respostas para Catarina Martins do Bloco de Esquerda quanto à suborçamentação. A própria ministra da Saúde, Marta Temido, tinha já sinalizado, na semana passada, que o investimento no setor em Portugal “tem de ser reforçado”.

Comentários ({{ total }})

Governo aprova plano para resolver suborçamentação na Saúde. Também mexe na gestão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião