Lloyd´s : CEO faz aviso sobre comportamentos no Natal

  • ECO Seguros
  • 12 Dezembro 2019

John Neal, presidente executivo da seguradora Lloyd´s, fez um aviso aos funcionários da companhia para manterem comportamentos decentes neste período natalício.

Depois de um ano marcado por revelações de alegado sexismo, assédio e casos de piadas obscenas no setor, o CEO da seguradora britânica distribuiu um e-mail de circulação interna, reforçado por um vídeo, recordando a importância de um comportamento adequado neste período festivo.

De entre os incidentes noticiados no setor destaca-se o caso de um vice-presidente da resseguradora Guy Carpenter que foi despedido da empresa por má conduta, após ter distribuído pelo correio eletrónico da empresa uma mensagem com linguagem de teor sexista inapropriada e referências a uma colega de trabalho.

Os episódios de alegado assédio sexual também atingiram a Lloyd´s. A questão ganhou relevância quando, em março passado, foi noticiada a existência de um «ambiente de assédio quase persistente» vivido pelas mulheres que trabalham na companhia. Assumindo esta revelação como um problema sério, a Lloyd´s decidiu mitigar a situação elaborando um plano com cinco pontos. Esse documento advertia os potenciais prevaricadores de que poderiam ficar proibidos de entrar no icónico edifício da companhia pelo resto da sua vida.

A persistência de comportamentos indecentes no mercado segurador já motivou uma campanha setorial (‘Speak Up Campaign’), lançada há um mês, através da qual se explica às pessoas como devem reagir sempre que testemunhem ou sejam vítimas de comportamentos impróprios.

Atualmente, a instituição londrina está na frente do combate por uma mudança comportamental na comunidade e, prova disso, disponibiliza agora uma linha telefónica de apoio e aconselhamento a funcionar 24 horas por dia e sete dias por semana.

Comentários ({{ total }})

Lloyd´s : CEO faz aviso sobre comportamentos no Natal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião