Governo aceita pagar metade do novo hospital no Funchal

  • ECO
  • 13 Dezembro 2019

António Costa terá aceitado pagar 50% dos custos de construção de um novo hospital central no Funchal, incluindo o IVA. A obra está orçamentada em 265 milhões de euros.

O Governo terá aceitado pagar 50% da despesa da construção e dos equipamentos do novo hospital central do Funchal, incluindo o IVA, como era exigido pelo Governo Regional. A notícia foi avançada pelo Expresso (acesso pago), sem revelar como obteve a informação.

Em causa estão várias pretensões do Governo liderado por Miguel Albuquerque, sendo que esta já estará fechada nas negociações do Orçamento do Estado para 2020. O hospital, incluindo a construção, fiscalização e equipamentos, deverá custar 265 milhões de euros no total.

Além desta, o Expresso aponta que também segue “bem encaminhada” a questão dos juros do empréstimo da República à Madeira. O Governo Regional pretende pagar juros indexados à taxa média que o Estado paga aos credores, o que permitirá uma poupança de cerca de sete milhões de euros aos cofres da região.

No entanto, ainda não há acordo no que toca a duas propostas ligadas à mobilidade entre a Madeira e o continente, por via marítima e aérea. O primeiro-ministro pretende criar um grupo de trabalho para analisar a questão, mas o Governo Regional defende que o tema já foi amplamente debatido e exige medidas concretas já em 2020.

De recordar que estas são contrapartidas exigidas pelo social-democrata Miguel Albuquerque para que os deputados do PSD, eleitos pela Madeira, votem a favor do Orçamento do Estado para 2020.

Comentários ({{ total }})

Governo aceita pagar metade do novo hospital no Funchal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião