Câmara de Lisboa quer arrendar casas para subalugar no programa renda acessível

  • ECO
  • 21 Dezembro 2019

Expresso noticia que o programa "Renda Segura" vai ser anunciado em janeiro. Arrendamento de mil fogos será feito por períodos de cinco, dez ou 20 anos.

A Câmara Municipal de Lisboa está a preparar um novo plano em que poderá arrendar mil fogos para integrar no programa de rendas acessíveis. O “Renda Segura” será lançado em janeiro e oferece aos senhorios não só um rendimento fixo como isenções fiscais, segundo noticia este sábado o jornal Expresso (acesso pago).

A autarquia liderada por Fernando Medina está à procura de proprietários de casas em Lisboa, a quem vai oferecer uma renda fixa por um período de cinco, dez ou 20 anos. A medida abrange proprietários com prédios em alojamento local, com casas desocupadas ou com prédios livres para arrendar, de acordo com o semanário.

Pretende cativar os donos com o baixo risco (as flutuações do preço de mercado, incumprimento pelos inquilinos ou gestão do prédio ficam a cargo da Câmara) e isenções fiscais. Entre os benefícios fiscais estão isenção de IRS e de IRC sobre as rendas recebidos durante o período do contrato, isenção de IMI ou fim da suspensão de mais-valias para quem converter um alojamento local.

Quem precisar de financiamento para obras, pode ainda pedir dois anos e meio de rendas adiantadas e, após o fim do contrato, poderão ser pagos mais dois a quatro meses de renda adicional para obras de recuperação, refere o Expresso.

Após o acordo com os donos dos prédios ou casas, a Câmara irá subarrendar estes imóveis a famílias de classe média a preços acessíveis. Estes fogos vão integrar o programa “renda acessível” que foi lançado em novembro, com 120 casas, e recebeu quatro mil candidaturas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Câmara de Lisboa quer arrendar casas para subalugar no programa renda acessível

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião