Metade das Câmaras vai aplicar a taxa mais baixa de IMI

  • ECO
  • 31 Dezembro 2019

51% das autarquias optam por aplicar a taxa mais baixa de IMI que corresponde a 0,3%. Por outro lado 15% vão baixar o imposto e apenas 4% deverão ter a taxa máxima.

Em 2020 pelo menos 51% das autarquias vão aplicar aos proprietários dos seus munícipes a taxa mínima do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), correspondente a 0,3%, avança o Jornal de Negócios (acesso condicionado).

As taxas do IMI variam entre os 0,3% e os 0,45% e cabe a cada autarquia determinar qual o valor legislar, sendo que esta decisão tem que ser comunicada à Autoridade Tributária e Aduaneira até 31 de dezembro de cada ano.

Até ao momento, quando falta apurar as taxas de imposto que serão aplicadas em sete concelhos, nenhuma autarquia optou por subir a sua taxa de IMI, e que, pelo contrário, 15%, um conjunto de 47 decidiu reduzi-la, apesar de em muitos casos essa redução não chegar a uma décima. 254 autarquias vão manter a taxa inalterada.

De acordo com dados recolhidos através do Portal das Finanças, mais de metade das Câmaras vai aplicar a taxa mais baixa, enquanto outras 18% ficam-se por taxas iguais ou inferiores a 0,35%.

Apenas 12 câmaras vão aplicar a taxa máxima de imposto, de 0,45%, entre elas Portimão, Mafra, Nazaré, Setúbal, Caminha e Cartaxo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Metade das Câmaras vai aplicar a taxa mais baixa de IMI

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião