André Paraíso Vicente reforça Affinity da Aon Portugal

  • ECO Seguros
  • 28 Janeiro 2020

Acelerar o crescimento das relações com sociedades de advogados e com fundos de investimento é a principal missão do jurista que já esteve na Willis e no grupo MDS.

A Aon Portugal contratou André Paraíso Vicente para reforçar a sua área de Affinity. Nas suas novas funções, assumirá o cargo de Business Leader para o segmento de Professional Firms e terá como objetivo acelerar o crescimento da área nas Sociedades de Advogados e Fundos de Investimento.

“A entrada do André vem reforçar uma área em franco crescimento na Aon Portugal”, comenta Tiago de Jesus Vieira, Executive Director da Aon Affinity, acrescentando que “para além do objetivo de fazer crescer ainda mais o segmento de Professional Firms, participará também em projetos transversais com outras áreas de suporte da Aon”.

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa, com um minor em Relações Internacionais, André Paraíso Vicente tem vindo a desenvolver a sua carreira profissional no mercado segurador, em diferentes áreas e funções. Trabalhou na Willis Towers Watson durante mais de 4 anos como Consultor nas áreas de Project Finance, M&A e Liabilities, onde geriu mais de 40 projetos em diferentes setores – Construção, Saúde, Indústria, Energias Renováveis, entre outras.

Nos últimos 5 anos, trabalhou na MDS RE como gestor, sendo responsável pelo desenho e implementação de programas de seguro e resseguro em Portugal e África, em diferentes áreas de expertise como a Construção, Property and Casualty, Marine and Cargo, Transportation, Financial Lines, Professional Risks, Political Risks e Cyber. Detinha igualmente responsabilidades na coordenação técnica da área de Linhas Financeiras para o Grupo MDS.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

André Paraíso Vicente reforça Affinity da Aon Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião