Portugal FinLab seleciona mais candidaturas nacionais e mais insurtech

  • ECO Seguros
  • 31 Janeiro 2020

Os resultados preliminares da 1ª fase de candidaturas à 2ª edição do Portugal FinLab indicam aumento relativo de projetos nacionais e maior representação do segmento insurtech.

A seleção de candidatos à primeira fase da 2ª edição do hub patrocinado pelas entidades reguladoras do setor financeiro está concluída, tendo sido validadas 21 candidaturas que terão o seu ‘pitch day’ em fevereiro.

De acordo com informação preliminar, as 21 selecionadas nesta primeira fase comparam com 24 candidatos selecionados no batch1 da edição anterior. As selecionadas neste primeiro bloco da edição deste ano distribuem-se pelos segmentos de Capital Markets & Wealth Management, Payments, RegTech, InsurTech, Blockchain & Crypto e Lending & Credit.

Dados preliminares da 1ª fase de candidaturas ao 2º Portugal Finlab

Com a segunda fase de candidaturas ainda a decorrer, os dados agora conhecidos não são diretamente comparáveis com os do conjunto da 1ª edição do Finlab Portugal, mas permitem arriscar alguma tendência. Provisoriamente, relacionando o 1º bloco desta edição com os dois do ano anterior nota-se um peso relativo maior de selecionados nacionais (86% vs 72,5%) e uma presença mais forte de insurtechs (14% contra 10%).

O Portugal FinLab é uma plataforma de comunicação entre inovadores do setor financeiro em Portugal – start-ups ou instituições incumbentes – e as entidades reguladoras do setor. A plataforma resulta de uma parceria inicial entre os reguladores (BdP, CMVM e ASF) e a non-profit Fintech Portugal, enquadrando-se no esforço das três autoridades de promoverem a transparência e reduzirem a incerteza quanto ao enquadramento regulatório nacional, bem como de acompanharem e conhecerem eventuais necessidades emergentes, decorrentes da inovação financeira.

Os critérios estabelecidos para a avaliação e seleção de projetos baseiam-se em quatro alíneas: Necessidade de apoio; Caráter inovador do projeto; Estádio de desenvolvimento do projeto; Benefícios e riscos para o consumidor e setor financeiro.

​As candidaturas da segunda fase abriram a 16 de março e decorrem até 30 de abril de 2020. A avaliação e seleção de candidaturas é um processo que decorre até final de maio de 2020. No mês seguinte, os selecionados terão o seu pitch day (ocasião para defesa do projeto e debate com representantes das entidades reguladoras), sendo notificados em julho e a conclusão do relatório do 2º Finlab Portugal tem data prevista para agosto.

Os resultados preliminares da primeira fase da 2ª edição e o balanço da 1ª edição (2019) estão disponíveis na página da organização.

 

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal FinLab seleciona mais candidaturas nacionais e mais insurtech

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião