Elsa e Fabien: 22.700 sinistros, 42 milhões de indemnizações

  • Lusa
  • 6 Fevereiro 2020

Contas finais dos temporais de dezembro passado são piores que as previsões iniciais. As seguradoras pagaram, ou já puseram dinheiro de lado para pagar, indemnizações devidas por 22.700 sinistros.

A Associação Portuguesa de Seguradores (APS) divulgou hoje o balanço final dos custos resultantes do mau tempo do final de dezembro, estimados em 42 milhões de euros, resultantes da participação de 22.700 sinistros.

Segundo o balanço hoje divulgado, a partir do inquérito às seguradoras suas associadas, foram participados 22.700 sinistros “a que corresponde um valor agregado de danos (valores pagos e provisionados) de 42 milhões de euros”.

O balanço anterior, de 16 de janeiro, registava 17.000 sinistros num valor de danos de 34 milhões de euros.

O mau tempo provocado pela tempestade Elsa, entre 18 e 20 de dezembro, a que se juntou no dia 21 a depressão Fabien, fez três mortos e deixou mais de 100 pessoas desalojadas.

Provocou ainda danos em habitações, linhas de comboio, vias rodoviárias e na rede elétrica.

Comentários ({{ total }})

Elsa e Fabien: 22.700 sinistros, 42 milhões de indemnizações

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião