Revista de imprensa internacional

Cancelamento do Mobile Congress irá provocar fortes perdas económicas. Airbus regista prejuízo em 2019, mas cresce em receitas e encomendas. Bezos compra propriedade de luxo em Beverly Hills.

Organização do Mobile World Congress decidiu suspender o evento que iria decorrer em Barcelona, entre 24 e 27 de fevereiro. Este cancelamento, devido ao perigo de contágio do coronavírus, irá provocar avultados prejuízos aos promotores e às empresas. O coronavírus está, por outro lado, a deixar mais ricos os investidores que procuram refúgio na moeda digital, levando-a a superar novamente a fasquia dos 10.000 dólares. Isto no mesmo dia em que se sabe que o FC Barcelona se prepara para aderir ao blockchain, emitindo tokens para os seus fãs.

Cinco Días

Cancelamento do Mobile World Congress vai gerar elevados prejuízos

Não há Mobile World Congress (MWC). A organização do evento decidiu cancelar o evento após várias empresas terem anunciado que não estariam presentes por receios em torno do coronavírus. Agora, sem a feira, há prejuízos avultados, seja para a organização, as empresas que iriam estar presentes, a hotelaria e a restauração. “É complicado ativar apólices por motivos de ameaça à saúde, como o coronavírus, a menos que haja uma declaração de alerta sanitário por parte das autoridades competentes”, diz fonte ao Cinco Días.

Leia a notícia completa no Cinco Días (acesso livre/conteúdo em espanhol)

The Guardian

Bitcoin volta a superar os 10.000 dólares com o coronavírus

O coronavírus está a deixar os investidores ansiosos. Os receios de que o surto chinês possa provocar um abrandamento na economia mundial tem levado muitos a procurarem refúgio para o seu dinheiro. Muitos investidores estão a aplicá-lo em ouro, mas outros preferem soluções mais inovadoras, apostando nas moedas virtuais. Com este movimento, a Bitcoin está novamente a brilhar nos mercados internacionais. Superou já a fasquia dos 10.000 dólares.

Leia a notícia completa no The Guardian (conteúdo em inglês/acesso livre)

Expansión

Airbus regista prejuízo em 2019, mas cresce em receitas e encomendas

A Airbus registou prejuízos de 1,36 mil milhões de euros em 2019, devido aos escândalos de corrupção e ao fraco desempenho nas exportações do avião militar A400M. Todavia apresentou um fortemente crescimento em receitas, encomendas, resultado operacional e geração de cash flow, o que acaba por ser resultado da crise da Boeing. As receitas ascenderam a 70,48 mil milhões de euros, um aumento de 11%, após a entrega de 863 aeronaves comerciais, um novo recorde. A Airbus prometeu aumentar o lucro operacional e entregar 880 aviões comerciais este ano.

Leia a notícia completa no Expansión (acesso livre/conteúdo em espanhol)

Bloomberg

FC Barcelona adere ao blockchain. Vai emitir tokens

O FC Barcelona vai aderir ao blockchain. O clube catalão prepara-se para avançar com a emissão de tokens, uma “espécie” de moeda digital, que serão disponibilizados aos fãs. Estes tokens poderão ser, depois, utilizados pelos adeptos para participarem em algumas decisões do clube, com a Bloomberg a apontar como exemplo a escolha da música que irá passar no estádio de cada vez que a equipa de Messi marcar um golo.

Leia a notícia completa na Bloomberg (conteúdo em inglês/acesso condicionado)

The Wall Street Journal

Jeff Bezos compra propriedade de luxo em Beverly Hills. Paga 150 milhões de euros

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, acaba de comprar uma propriedade de luxo em Beverly Hills. A casa foi comprada ao magnata David Geffens, pelo valor de aproximadamente 150 milhões de euros. Este foi o valor mais alto alguma vez pago por uma casa familiar na zona de Los Angeles, na Califórnia, EUA.

Leia a notícia completa no The Wall Street Journal (acesso pago/conteúdo em inglês)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião