Cavalos e cães recebem aumento superior a polícias nos serviços remunerados

  • ECO
  • 1 Março 2020

Atualização de tabelas de gratificados valoriza mais os serviços com os animais, o que os dirigentes sindicais consideram “vergonhoso” e “inaceitável”.

A atualização das tabelas para os serviços remunerados está a causar indignação no seio da Polícia de Segurança Pública (PSP) e Guarda Nacional Republicana (GNR). Em causa está o facto de essa atualização ser mais generosa para os serviços de cães e cavalos, revela o Correio da Manhã (acesso pago) neste domingo.

Em causa está o aumento de seis cêntimos por quatro horas de serviço para os operacionais, enquanto os cavalos terão uma subida de 12 cêntimos e os cães de nove cêntimos.

“É a prova de que para o Comando da GNR e para o Governo os guardas são meros números. É um valor que não é aceitável, é irrisório e não há perspetivas para que isto mude”, diz César Nogueira, presidente da Associação de Profissionais da GNR.

Já Paulo Rodrigues, presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP), classifica o aumento como “vergonhoso”, lembrando que os serviços extraordinários, “vão para lá do normal horário de trabalho, com o valor por hora mais baixo em qualquer profissão”.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Cavalos e cães recebem aumento superior a polícias nos serviços remunerados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião