Taxa de inflação na Zona Euro recua em fevereiro para 1,2%, Portugal com a mais baixa

  • Lusa
  • 3 Março 2020

A taxa de inflação anual na Zona Euro recuou para 1,2%, sendo que Portugal teve juntamente com a Grécia a taxa de inflação mais baixa (0,6%), um recuo de de duas décimas face a janeiro (0,8%).

A taxa de inflação anual na Zona Euro recuou de 1,4% em janeiro para 1,2% em fevereiro, enquanto em Portugal baixou de 0,8% para 0,6%, a mais baixa a par da Grécia, segundo estimativa do Eurostat.

De acordo com os dados preliminares divulgados esta terça-feira pelo gabinete oficial de estatísticas da União Europeia, entre os 17 dos 19 países da Zona Euro sobre os quais tem dados disponíveis relativamente ao mês de fevereiro, Portugal teve juntamente com a Grécia a taxa de inflação mais baixa (0,6%), ao registar um recuo de duas décimas face ao valor registado no primeiro mês do ano (0,8%).

As taxas de inflação anual mais elevadas foram observadas na Eslováquia (3,1%), Lituânia (2,7%) e Letónia (2,3%).

Entre os principais componentes da inflação na Zona Euro, o setor da alimentação, álcool e tabaco deverá ser aquele com uma taxa mais elevada em fevereiro (2,2%, face a 2,1% em janeiro), seguido dos serviços (1,6%, ligeiramente acima dos 1,5% registados no primeiro mês do ano).

O Eurostat publicará os dados completos e atualizados sobre a taxa de inflação anual na Zona Euro em 18 de março.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Taxa de inflação na Zona Euro recua em fevereiro para 1,2%, Portugal com a mais baixa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião