Banco de Inglaterra responde à crise do coronavírus. Corta juros para 0,25%

Numa decisão inesperada, o Banco de Inglaterra (BoE) anunciou um corte nos juros de 0,75% para 0,25%. O objetivo é aliviar impacto económico do coronavírus.

O Banco de Inglaterra (BoE) cortou a taxa de juro diretora de 0,75% para 0,25%, uma decisão inesperada que visa apoiar a economia britânica em plena epidemia do coronavírus. A decisão foi tomada numa reunião especial do comité de política monetária.

Além do corte nos juros, o banco central do Reino Unido anunciou, em comunicado, um novo pacote de financiamento para os bancos, desenhado a pensar na concessão de crédito às pequenas empresas, eventualmente menos preparadas para o período de quebra nas vendas que se regista por causa da epidemia.

Estas medidas surge num dia em que se espera que o diretor-geral do Tesouro britânico, Rishi Sunak, anuncie também uma série de ajudas fiscais aos cidadãos e às empresas, num momento em que o vírus ameaça atirar a economia global para um período de recessão, de acordo com o The Wall Street Journal (acesso pago).

(Notícia atualizada às 7h48 com mais informações)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Banco de Inglaterra responde à crise do coronavírus. Corta juros para 0,25%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião