Bill Gates abandona administração da Microsoft

O multimilionário vai sair do Conselho de Administração da empresa tecnológica para "dedicar mais tempo às suas prioridades filantrópicas".

O segundo mais rico do mundo, segundo a Forbes, Bill Gates, está de saída do Conselho de Administração da Microsoft, anunciou a empresa esta sexta-feira, num comunicado partilhado. Esta saída acontece para que o cofundador possa “dedicar mais tempo às suas prioridades filantrópicas, incluindo saúde mundial, desenvolvimento, educação e alterações climáticas”.

“A Microsoft anunciou hoje que o cofundador e consultor de tecnologia, Bill Gates, deixou o Conselho de Administração da empresa para dedicar mais tempo às suas prioridades filantrópicas, incluindo saúde mundial, desenvolvimento, educação e combate às mudanças climáticas”, refere a empresa, acrescentando que Gates “continuará como consultor de tecnologia do atual CEO, Satya Nadella, e de outros líderes da empresa”.

“Foi uma tremenda honra e privilégio ter trabalhado e aprendido com Bill ao longo dos anos. Bill fundou a nossa empresa com uma crença na força democratizante do software e uma paixão em resolver os desafios da sociedade”, diz Satya Nadella, CEO da Microsoft, citado em comunicado. “A Microsoft continuará a beneficiar da paixão e dos conselhos técnicos de Bill para impulsionar os nossos produtos e serviços”.

De acordo com a Forbes, Bill Gates é atualmente a segunda pessoa mais rica do mundo, com uma fortuna avaliada em 96,5 mil milhões de dólares (85,9 mil milhões de euros). Juntamente com a esposa, Melinda, Gates fundou a maior fundação de caridade privada do mundo. Até ao momento, diz a Forbes, já doou mais de 35,8 mil milhões de dólares (31,9 mil milhões de euros) em ações da Microsoft para a Bill & Melinda Foundation.

(Notícia atualizada às 21h55 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bill Gates abandona administração da Microsoft

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião