Justiça dá razão à Amazon. Trava contrato da Microsoft com Pentágono

Um tribunal federal nos EUA deu razão à Amazon no processo movido pela empresa para travar a atribuição de um contrato de 10 mil milhões de dólares à Microsoft pelo Pentágono.

Um tribunal federal norte-americano deu razão à Amazon no processo em que a empresa tenta travar a concessão à Microsoft de um contrato multimilionário pelo Pentágono. A justiça determinou a suspensão dos trabalhos “até ordem futura por parte do tribunal”, avançou o The Wall Street Journal (acesso pago).

Em causa está o concurso público que ficou conhecido por JEDI, avaliado em 10 mil milhões de dólares, e que envolve o fornecimento de serviços de armazenamento de dados na cloud. A subsidiária da Amazon que fornece serviços de cloud, AWS, era considerada favorita para conquistar o contrato com o Pentágono, mas acabou por ser a concorrente Microsoft a ficar com a concessão do serviço.

Perante este desfecho, a Amazon anunciou em novembro que iria partir para tribunal, por considerar que houve “lacunas evidentes, erros e equívocos” na atribuição do contrato à Microsoft. A empresa fundada por Jeff Bezos alegou também que a decisão teria sido influenciada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sendo público que os dois magnatas não nutrem uma boa relação.

Agora, a decisão da justiça norte-americana em relação ao pedido de injunção por parte da Amazon veio representar uma vitória parcial para a empresa.

Comentários ({{ total }})

Justiça dá razão à Amazon. Trava contrato da Microsoft com Pentágono

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião