Microsoft lança novo Edge, um “primo” do Google Chrome

A Microsoft lançou ao público uma nova versão do browser Edge, que foi desenhada em cima de uma alternativa aberta do Google Chrome. Saiba como experimentá-lo.

Será Edge ou será Chrome? É uma fusão dos dois. A Microsoft lançou ao público uma nova versão do browser nativo do Windows 10, desenvolvida “por cima” do Google Chrome… ou melhor, do Chromium, um browser de código aberto que é mantido pela Google. O novo Microsoft Edge deixa ainda mais para trás o velhinho Internet Explorer, que, apesar de descontinuado, ainda é usado por muita gente.

O novo Edge da Microsoft é rápido e tem um aspeto semelhante ao do Google Chrome (ao ponto de levantar dúvidas sobre se vale mesmo a pena mudar de browser). Para além do nome, a diferença mais visível é mesmo o logótipo. Mas a principal novidade é que o Edge vem resolver problemas de compatibilidade para quem já era utilizador habitual do browser da Microsoft. Uma alteração, no fundo, pouco relevante para quem é utilizador do Chrome.

A aparência do novo Edge é muito semelhante à do Chrome. Mas existem melhorias menos óbvias.Microsoft

Contudo, a versão atualizada também tem melhorias menos visíveis. Nas definições, a Microsoft disponibiliza três tipos de perfis, com diferentes adaptações ao nível da privacidade. O perfil predefinido, “Equilibrado”, impede os utilizadores de serem “seguidos” na internet por sites que nunca visitou. O perfil “Restrito” bloqueia a maioria destes trackers em todos os sites. Já o perfil “Básico” permite a maioria dos monitorizadores.

A instalação do novo Edge nos dispositivos com Windows 10 pode ser feita através da página criada pela Microsoft para o efeito. Depois de descarregar o instalador, basta seguir as instruções. Através do site, também pode descarregar versões para computadores Mac, ou telemóveis com iOS ou Android.

A decisão da Microsoft não é inédita. A empresa liderada por Satya Nadella está a seguir uma tendência no mercado, com marcas como a Samsung a apostarem igualmente em desenvolver browsers assentes no Chromium, segundo o site especializado CNet.

Com uma quota de mercado superior a 63%, segundo dados da StatCounter, o Google Chrome é o browser mais usado em todo o mundo, seguido do Safari (Apple) e do Firefox (Mozilla). Em dezembro, a quota do Edge era de, apenas, 2,06%, ligeiramente superior à quota do próprio Internet Explorer.

Comentários ({{ total }})

Microsoft lança novo Edge, um “primo” do Google Chrome

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião