Migração da TDT suspensa devido ao Covid-19

A suspensão do processo decorre da "prévia articulação" entre a Anacom e a Meo e teve o apoio do Governo.

O surto de coronavírus levou a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) a suspender a migração da rede Televisão Digital Terrestre (TDT). O supervisor anunciou que a decisão foi tomada com operadores e Governo e que os emissores que iriam ser alterados a partir da próxima segunda-feira já não irão mudar de frequência.

O processo de migração da rede de TDT está suspenso devido aos constrangimentos associados ao COVID-19. A suspensão do processo decorre da prévia articulação entre a Anacom e a Meo, operador da rede de TDT, e mereceu a necessária concordância do Governo”, anunciou a Anacom em comunicado.

“Esta decisão justifica-se por um conjunto de dificuldades referidas pela Meo, devido ao impacto das medidas de proteção civil e de saúde pública adotadas ou a adotar, em face das recomendações da Direção Geral de Saúde para o Covid-19. Neste contexto, a empresa refere ainda o recurso a equipas técnicas de fornecedores estrangeiros”.

A migração da TDT é necessária para libertar a faixa dos 700 MHz, que inclui frequências necessárias para a transição da atual rede 4G para a rede 5G, esperando-se as primeiras ofertas comerciais até ao fim do ano. O processo tem sido feito de forma faseada, sendo que a terceira fase, que deu início à primeira mudança com impacto na região da Grande Lisboa, tinha arrancado no início de março.

Esta sexta-feira, ainda foi feita a mudança de frequências dos emissores do Couço (Alto Alentejo), da Trindade e da Estrela (Lisboa). Assim, e para assegurar que ninguém fica sem ver televisão, a Anacom continuará nos próximos dias a auxiliar as populações através da linha de atendimento gratuita 800 102 002 e das equipas no terreno.

“O processo será retomado assim que as condições associadas à pandemia o permitam”, acrescentou a Anacom.

(Notícia atualizada às 18h20)

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Migração da TDT suspensa devido ao Covid-19

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião